Após ser mantida refém por 10 horas, mulher é liberada por sequestradores em Guarulhos (SP)

Uma mulher foi libertada após ser sequestrada a caminho do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, na manhã deste sábado (11). Ela foi mantida refém por mais de 10 horas.

De acordo com o repórter Jean Brandão, da Record TV, Isadora, de 35 anos, foi abordada pelos suspeitos na Marginal Tietê, na chegada à Guarulhos, por volta das 6h. A economista tinha uma viagem marcada e o marido estranhou que ela não avisou que havia chegado ao aeroporto.

Com isso, o homem olhou as contas bancárias da mulher e notou movimentações estranhas. Ele acionou a Polícia Militar, que o orientou a procurar o Departamento de Homicídios e Proteção À Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, que brevemente iniciou as investigações.

A vítima relatou à mãe que, no caminho ao aeroporto, bateram na traseira de seu carro. Assustada, ela continuou dirigindo. Em seguida, atingiram novamente seu veículo. Com isso, ela suspeitou que pudesse ser uma ação criminosa.

A economista tentou sair do carro, mas foi rendida e colocada em outro veículo. Ela afirmou que foi ameaçada por armas de grosso calibre. Os suspeitos tentaram realizar diversas compras com seus cartões de crédito.

A mãe da mulher afirmou que o seguro do banco suspeitou das movimentações e bloqueou as transações. Com a localização do celular e do relógio, a polícia identificou que Isadora estava sendo mantida refém em um local da periferia de Guarulhos.

O delegado geral da Polícia Civil, Osavaldo Nico Gonçalves, acredita que, além de eles não terem conseguido realizar as compras, a pressão da corporação fez com que a quadrilha a libertasse. Por volta das 18h ela foi abandonada em uma rodovia que dá acesso à capital.

Apesar de muito assustada, Isadora não ficou ferida. Oveículo, um Toyota Corolla Cross prata, modelo de 2022, avaliado em mais de R$100 mil, até o momento, não foi localizado. Nico também afirmou que a polícia tem informações de quem são os criminosos e em breve acredita que eles são localizados e presos.

O caso continuará sendo investigado pelo DHPP e Delegacia Antissequestro (DAS).

junho 12, 2022

Written by:

X