News

Canal de bolsonarista Zé Trovão no Telegram é suspenso

todayagosto 14, 2022 3

Background
share close

Canal de bolsonarista Zé Trovão no Telegram é suspenso

Caminhoneiro investigado por atos antidemocráticos usou perfil para anunciar candidatura a deputado em 6 de agosto


Reprodução/Telegram – 8.set.2021

Zé Trovão é investigado em um inquérito no STF sobre a organização de atos violentos a favor do governo no 7 de setembro de 2021



13.ago.2022 (sábado) – 22h50


O canal do Telegram do caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, foi bloqueado neste sábado (13.ago.2022). 

Zé Trovão havia usado o perfil no último sábado (6.ago) para informar ter sido aprovado como candidato a deputado federal por Santa Catarina em convenção do PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

O caminhoneiro, porém, está proibido de usar as redes sociais por ordem judicial.

Em dezembro, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes ordenou a revogação da prisão domiciliar de Zé Trovão e impôs restrições à conduta do caminhoneiro, incluindo o uso de tornozeleira eletrônica.

Na ocasião, o ministro afirmou que, embora ele tenha continuado os ataques ao Supremo mesmo enquanto esteve foragido, não havia justificativa para manter a prisão preventiva.

Zé Trovão é investigado por articular atos com pautas antidemocráticas em 7 de Setembro de 2021. Teve a prisão preventiva decretada poucos dias antes das manifestações e ficou foragido no México até 26 de outubro, quando se entregou à Polícia Federal em Joinville (SC).


Reprodução

Canal de Zé Trovão já estava suspenso pelo menos desde as 22h deste sábado (13.ago)

O canal tinha 12.725 inscritos quando foi bloqueado pelo Telegram. Não está claro se o aplicativo de mensagens reagiu a uma decisão judicial para efetuar a suspensão. 

o Poder360 integra o

curtiu a reportagem? Compartilhe sua opinião

apontar erros neste texto

Written by: admin

Rate it

Previous post

Paulo Roberto Costa, 1º delator da Lava Jato, morre aos 68 anos

News

Paulo Roberto Costa, 1º delator da Lava Jato, morre aos 68 anos

Paulo Roberto Costa, 1º delator da Lava Jato, morre aos 68 anos Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras sofria de câncer Marcelo Camargo/Agência Brasil Ex-executivo que detalhou esquema de corrupção na estatal sofria de câncer Poder360 13.ago.2022 (sábado) - 22h22 O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, responsável por dar início às delações premiadas

todayagosto 14, 2022 4


0%