News

CAS debate estudo sobre uso de medicamento na gravidez

todaydezembro 10, 2022 6

Background
share close

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado agendou audiência pública interativa para a quinta-feira (15), às 9h30. A finalidade da reunião é debater pesquisa publicada no ano passado sobre possíveis riscos do uso do medicamento paracetamol durante a gravidez.

De acordo com o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que pediu a audiência pública (REQ 64/2022-CAS), a pesquisa foi publicada na revista Nature Reviews Endocrinology e faz recomendações sobre o uso, além de alertas sobre possíveis riscos a gestantes que usam o medicamento.

“Apesar de ser visto como seguro durante a gestação, uma nova recomendação alerta para possíveis danos ao desenvolvimento do bebê. (…) Embora os estudos não sejam conclusivos e não comprovem uma ação direta do paracetamol, as evidências observadas foram consideradas suficientes para que o alerta fosse emitido. Assim, o consenso entre os especialistas envolvidos na pesquisa é que o medicamento seja usado com cautela, pelo menor tempo possível, menores doses, sempre com recomendação médica e em caso de máxima necessidade”, afirma Girão em seu pedido.

A reunião, semipresencial, será na sala 9 da Ala Alexandre Costa. O atual presidente da CAS é o senador Sérgio Petecão (PSD-AC).

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Written by: admin

Rate it

Previous post

Brasil precisa instituir Política Nacional de Migrações, aponta debate

News

Brasil precisa instituir Política Nacional de Migrações, aponta debate

A relatora da Comissão Mista sobre Migrações e Refugiados (CMMIR), senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), pediu que o Parlamento, a partir de 2023, trate da regulamentação do artigo 120 da Lei de Migração (Lei 13.445, de 2017), que prevê a regulamentação da Política Nacional de Migrações, Refúgio e Apatridia. Estabelecida no artigo 120 da lei, a política

todaydezembro 10, 2022 3


0%