Cientistas fazem descoberta histórica que abre caminho para reverter surdez em idosos

Um grupo de pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, fez uma descoberta histórica que abre caminhos para a reversão da surdez associada ao envelhecimento.

Em um artigo publicado nesta quarta-feira (4) na revista científica Nature, a equipe do professor Jaime Garcia-Anoveros descreve a pesquisa para achar um gene capaz de produzir células ciliadas do ouvido interno ou externo.

A perda auditiva em idosos, causada pela própria idade, por exposição a ruídos ou uso de certos medicamentos, atualmente é irreversível porque essas células ciliadas externas morrem e não há como reconstrui-las.

A descoberta desse chamado “gene mestre” supera um obstáculo que havia para restaurar a audição em casos de surdez irreversível.

“[O trabalho] fornecerá uma ferramenta anteriormente indisponível para fazer uma célula ciliada interna ou externa. Superamos um grande obstáculo”, declarou Jaime Garcia-Anoveros em comunicado.

A pesquisa está em fase experimental, mas os resultados são promissores, acrescentou o professor.

“Agora podemos descobrir como fazer células ciliadas especificamente internas ou externas e identificar por que as últimas são mais propensas a morrer e causar surdez.”

Um estudo conduzido em 2019 pelo Instituto Locomotiva e pela Semana de Acessibilidade Surda mostrou que o Brasil tinha naquela época 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva, sendo 57% com mais de 60 anos.

maio 5, 2022

Written by:

X