Com atacantes em alta, Cruzeiro tem chance de emplacar melhor setor ofensivo da Copa do Brasil

Maior campeão da Copa do Brasil, o Cruzeiro tentará afastar uma das grandes surpresas da Copa do Brasil, até o momento: o maranhense Tuntum. Na cidade de pouco mais de 40 mil habitantes e um estádio pequeno (capacidade para três mil pessoas), a Raposa coloca em campo um ataque alta e podendo terminar a fase com o melhor setor ofensivo da competição.

Até o momento, o Cruzeiro tem o segundo melhor ataque da competição, com cinco gols marcados, atrás apenas do Coritiba, que marcou seis, mas já jogou a segunda fase. A Raposa fez 5 a 0 sobre o Sergipe, na primeira fase.

Diante do Tuntum, que marcou quatro diante do Volta Redonda, o Cruzeiro coloca em campo a dupla que tem liderado os gols celestes neste início de temporada. Edu, recuperado da concussão no clássico, volta ao time. Tem seis gols no ano (artilheiro do Cruzeiro na temporada), um na Copa do Brasil.

Vitor Roque, sensação da base celeste, tem quatro gols marcados. No profissional, fez seis jogos pela Raposa. O jovem de 17 anos e Edu, juntos, marcaram 10 dos 25 gols celestes na temporada.

Os dois são as principais esperanças de gol da Raposa e temor da defesa do Tuntum. O clube maranhense está preocupado com poderio ofensivo da Raposa para o jogo da Copa do Brasil.

Poderio ofensivo que já fez o Cruzeiro emplacar três artilheiros na história da Copa do Brasil, competição que o clube já foi campeão seis vezes do torneio. Pela Raposa, Oséas foi artilheiro em 2000, com 10 gols. Em 2005, Fred fez 14 gols. Em 2017, Rafael Sobis terminou a edição empatado como maior artilheiro, junto de Léo Gamalho e Lucas Barrios, com cinco gols cada.

A partida contra o Tuntum será pela segunda fase. Quem vencer, passa de fase e esperará o adversário de um sorteio. A passagem de fase vale R$ 1,9 milhão.

Read More

março 23, 2022

Written by:

X