Déficit de Pilotos nos EUA Deve Gerar Mais Cancelamentos de Voos Durante o Verão Americano

Muitas pessoas que viajaram durante o final de maio encaram o fato de não saberem ao certo quando irão retornar devido ao aumento de cancelamentos de vários voos. Segundo experts da indústria, esse problema afetava cerca de 5% dos viajantes, mas pode chegar a bem mais durante os meses do verão americano.

O responsável por tudo isso foi a aposentadoria de milhares de pilotos nos Estados Unidos durante a pandemia.  Apesar de existir inúmeros programas de treinamento por aí, não é possível produzir pilotos com a rapidez suficiente para preencher os assentos vazios do cockpit no mercado americano. De acordo com dados da empresa de análise de aviação Cirium, a capacidade doméstica entre as seis maiores companhias aéreas dos EUA ficará 8,3% abaixo dos níveis de 2019 em junho de 2022 e 6,6% em julho de 2022.

Para as empresas aéreas, o maior problema é que muitas passagens para esse período já foram vendidas.  A JetBlue Airways por exemplo, fez vários anúncios – em abril e maio, de que reduziria ou suspenderia alguns serviços planejados para o verão e afetando cerca de 10% de seus voos ao longo da temporada. Isso significa remarcação de passagens para vários viajantes que já compraram seus voos, claro, uma provável espera não contabilizada pelos respectivos passageiros.

A transportadora regional Skywest Inc. também está planejando suspender 29 rotas dos voos que a mesma utiliza junto a United Airlines e a American Airlines, e anunciou que pode suspender também em alguns voos internacionais, incluindo para o Brasil, Israel e Escócia, devido a atrasos contínuos nas entregas de Boeing 787 Dreamliners para voar nessas rotas.

“Segundo dados do site flightaware.com um passageiro dentro dos EUA tem quase duas vezes mais chances de se atrasar este ano de 2022 se comparado com o ano de 2021”, nos diz nossa consultora de viagens e turismo, Magali DaSilva. A media de atraso em voos domésticos, durante os cinco primeiros meses de 2022 nas maiores empresas aéreas americanas foi de uma espera média de 45 minutos, e um aumento de 12% se comparado a media de espera no mesmo período de 2021, que foi de média de 41 minutos, nos comenta Magali.

Os controladores de tráfego aéreo nos EUA também estão sobrecarregados. Na Flórida, por exemplo,  a expansão dos voos de jatos particulares, lançamentos espaciais que fecham temporariamente o espaço aéreo, e sistemas climáticos mais severos produziram um impasse sem precedentes, causando grandes atrasos e cancelamentos de voos. Os preços de tarifas apesar de tudo, infelizmente, tendem a subir durante o verão de 2022.

maio 30, 2022

Written by:

X