Uncategorized

Este aspirador robô virou meu novo gato: voluntarioso, mas amo mesmo assim

todaysetembro 24, 2022 5

Background
share close

Como um feliz dono de dois gatos, um aspirador-robô sempre esteve na minha lista de desejos. Estamos na iminência da primavera, e quem tem animal em casa sabe: esta é a época em que eles trocam pelagem e deixam restos pela casa toda.

E, claro, eu também tinha curiosidade de saber como seria a interação dos meus animais de estimação, sempre desconfiados, com o novo “colega”.

O modelo da PRA500 Positivo realmente garantiu alguns momentos engraçados para o meu Instagram (não, os gatos não “pegaram carona” nele; isso não é recomendado). Mas o que mais me surpreendeu foi como ele realmente facilitou meu dia a dia. Não do jeito mais inteligente, mas facilitou.

Montagem supersimples

O período de testes foi bem antes da chegada da primavera, então não havia tanto pelo no meu apartamento. Mas poeira nunca falta: moro no primeiro andar e, como qualquer paulistano atualmente, estou há alguns meses rodeado por um (ou vários) prédio em construção.

Além disso, este aspirador também passa pano. Estava ansioso para testar.

O unboxing foi relativamente simples: tirar da caixa, retirar as duas espumas no “para-choque” do aparelho (para que ele possa “bater” pelos móveis e paredes conforme mapeia o ambiente) e colocar o cesto que retém a sujeira.

Smart Robô Aspirador PRA500 Positivo  - Marcel Nadale/UOL - Marcel Nadale/UOL

Nota final: 3 estrelas

Imagem: Marcel Nadale/UOL

Na parte inferior, é preciso encaixar as duas vassourinhas rotatórias e afixar, com tiras adesivas de velcro, o pano de limpeza. Tudo isso não levou nem dois minutos.

Montar a “base” onde o aspirador se recarrega foi um desafio bem maior. Impossível encontrar alguma tomada com as especificações necessárias: nenhum obstáculo a 1 m de distância nas laterais e 2 m à frente. Certamente o produto não foi pensado para apês pequenos. Arrisquei em uma tomada próxima à mesa de jantar (o que se provou um erro – explico adiante).

O negativo da Positivo

Meu histórico com a Positivo não é dos melhores: tenho duas lâmpadas “inteligentes” (note as aspas irônicas) que regularmente perdem a conexão com meu wi-fi e precisam ser reconectadas manualmente. Para isso, é necessário o aplicativo da marca, que também não é lá um grande exemplo de navegação intuitiva e velocidade.

Fiquei receoso quando descobri que o aspirador também seria administrado pelo mesmo app. Minha Alexa nunca se entendeu com o aplicativo, então de cara eu já perderia o controle por voz. Ao menos, ele trazia algumas opções interessantes: alerta sobre a durabilidade das escovas e do filtro de ar, agendamento da limpeza e quatro padrões de deslocamento.

Acionei o aparelho e voilà: meus gatos vieram lentamente, bem desconfiados, avaliar que bicho era esse que andava sozinho e fazia barulho. (Ponto positivo: normalmente, eles não gostam do ruído do aspirador normal, mas não se incomodaram com este.)

Rapidamente, porém, os felinos se acostumaram. Eu, por outro lado, ganhei um terceiro “pet” para vigiar. O aspirador passou longos minutos trombando em todas as pernas das cadeiras da sala.

Smart Robô Aspirador PRA500 Positivo  - Marcel Nadale/UOL - Marcel Nadale/UOL

Nutella cutucando o invasor que “roubou” seus pelos

Imagem: Marcel Nadale/UOL

Variei entre os padrões de deslocamento “cantos” e “espiral”, para ver se evitava a colisão, sem sucesso. A opção “manual” estava fora de cogitação (quem tem tempo pra isso?) Torci para que a “inteligente” resolvesse a situação.

Ao contrário: eu é que tive de rever minha noção de “inteligente”. Inteligência não é ausência de burrice, certo? É o processo de aprender. Tive que aguardar longas horas até o aspirador razoavelmente entender que havia 24 pernas de cadeiras (mais duas pernas de mesa) no ambiente.

Os gatos observavam do sofá, com aquele olhar de desprezo que só gatos sabem fazer tão bem (talvez rindo internamente).

Quarto: uma área inexplorada

Já disse que meu apartamento não é grande, certo? Minha maior frustração foi que, mesmo com horas ligadas, o aspirador jamais conseguiu achar um caminho até o meu quarto, onde os gatos também soltam muito pelos (e eu, cabelos ou resto de comida). A situação só se resolveu quando, impaciente, decidi levá-lo para lá.

O PRA500 é bem baixinho, com 8 cm de altura, mas minha cama é baú. Impossível transitar embaixo dela. Ele teve de passar alguns minutos “quicando” pela passagem entre as paredes, o guarda-roupa e a cama.

Smart Robô Aspirador PRA500 Positivo - Marcel Nadale/UOL - Marcel Nadale/UOL

Retorno à base, só no modo “manual” (eu mesmo levando até lá)

Imagem: Marcel Nadale/UOL

Até o ponto em que ele, coitado, desistiu. A bateria eventualmente acabou. E aí veio minha segunda decepção: o fabricante promete que o robô sempre retorna à base quando percebe que sua energia está acabando, para se recarregar. Jamais vi isso acontecer ao longo de todo o tempo que fiquei com ele.

Talvez ele tenha se acostumado com o Tapioca e o Nutella: onde eles acham um bom canto para dormir, é lá que eles ficam mesmo. Eu que lute.

Conclusão: ganhei um pet

Apesar desses percalços, ainda assim notei meu apartamento nitidamente mais limpo (ou mais fácil de limpar quando eu mesmo preciso fazer).

Minhas duas tentativas de programar o aspirador para trabalhar enquanto eu estava no UOL, aparentemente, deram certo (não notei pela limpeza: notei porque chegava em casa e ele estava “morto” em algum canto da sala.)

Se carregar o robôzinho de volta para a base ou para o quarto for o preço a pagar, estou tranquilo. Ei, eu já faço isso com dois gatos de quase 10 kg! Levantar um aspirador de 2,4 kg não é nada.

(A não ser que eu ache outro modelo mais inteligente de fato. Gatos a gente não substitui. Mas eletrodoméstico?)

A gente escolhe cada produto criteriosamente, de forma independente, e checa os preços na data da publicação (ou seja, podem variar!). Ao comprar pelo nosso link, ganhamos uma comissão, mas você não paga a mais por isso.

Written by: admin

Rate it

Previous post

Uncategorized

O que é pet friendly? Entenda o significado por trás desse termo

Quem tem pet sabe como é difícil deixá-lo sozinho em casa, né? O amor que sentimos pelos bichos é tão grande que a vontade de levá-los com a gente para todo canto é enorme. Mas, para a tranquilidade de muitos tutores, hoje existem diversos estabelecimentos onde os animais são bem-vindos, viu? São os chamados locais

todaysetembro 24, 2022 5


Similar posts

Uncategorized

Feliz 2023!

2023 começou. Basicamente duas reações podem ser facilmente identificadas quando olhamos à nossa volta: riso e lágrima. Uma parcela comemora aquilo que entende como vitória. Outra parcela chora aquilo que entende como derrota.  Em meio a estas definições bem reduzidas, existem inúmeras variações de ânimos, de expectativas, de comportamentos, de […]

todayjaneiro 7, 2023 1


0%