Homem é denunciado por abusar de enteado e comercializar pornografia infantil em MG

Um homem foi denunciado pelo MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), por aliciamento e estupro contra seu enteado, além de comercialização de pornografia infantil em Timóteo, na região do Vale do Aço, a 196 km de Belo Horizonte. 

O homem, que trabalhava como pintor, teria abusado do enteado, de 14 anos, por cerca de três anos. O acusado, além de praticar recorrentemente atos libidinosos com o garoto, obrigava o adolescente a assistir vídeos pornográficos com o objetivo de cometer abusos contra ele. 

A mãe do adolescente foi quem denunciou o homem em janeiro deste ano. Ela apresentou um chip no qual havia diversas conversas e imagens de conteúdo pornográfico infantil, além de mensagens que comprovam que ele vendia o material. No chip, também havia conversas de cunho sexual com o filho da mulher.

A ex-companheira do acusado também relatou ao Ministério Público que, em 2020, em certa noite, encontrou o homem deitado na cama do filho dela, acariciando as partes íntimas do garoto. As investigações confirmaram que os abusos aconteciam quando a mãe do menino e o acusado começaram a morar juntos.  

As investigações do MP apontam que o homem possuía em seu aparelho celular cerca de 500 fotografias e vídeos contendo cenas de sexo explícito ou pornográfica envolvendo crianças ou adolescentes. Ele comercializava o conteúdo por meio de um aplicativo de mensagens.

*Estagiária sob supervisão de Bruno Menezes

junho 10, 2022

Written by:

X