Homem que vazou decisão sobre Telegram apaga publicações

O usuário do Twitter que vazou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), de suspender o funcionamento do Telegram no Brasil apagou as publicações da rede social. A exclusão ocorreu horas depois de o magistrado determinar que o internauta fosse investigado por divulgar a informação enquanto ela ainda estava sob sigilo.

O perfil da conta que publicou o despacho do ministro se identifica como Edvan TI. Às 13h18 desta sexta-feira (18), o responsável pela página compartilhou um email sobre a suspensão do Telegram, enviado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) a uma empresa provedora de internet intitulada Vai Telecom Ltda. Na mensagem, a Anatel pedia “o devido tratamento sigiloso” ao documento.

No entanto, o internauta publicou um link de redirecionamento ao despacho de Moraes. Além disso, ele criticou o ministro do STF, chamando-o de “dono do Brasil”. “Isso é Brasil. Ministro sendo o dono do Brasil, mandando onde bem quiser. É isso aí galera, o dono do Brasil ordenou o bloqueio do Telegram. Alexandre PCC”, escreveu.

O R7 procurou o responsável pelo perfil Edvan TI, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. A reportagem também entrou em contato com a empresa Vai Telecom Ltda., mas não recebeu um posicionamento. O espaço segue aberto para manifestações. 

março 23, 2022

Written by:

X