Mensagens de ganhos mirabolantes são gatilhos para golpes

Luiz Leite

Golpes virtuais

Na imagem, a empresa destacada pelos criminosos é do setor de comércio eletrônico. Contudo, há vasta variedade de mensagens semelhantes que utilizam o nome de instituições que atuam em diferentes segmentos. 

“Parabéns, você foi selecionado para um trabalho de meio período online com rendimentos de até R$ 5 mil. Entre em contato pelo link”. Cada vez mais constantes e generosas, mensagens que trazem oportunidades de rendimentos como a destacada fazem parte de um sistema criminoso que visa engatilhar o emocional das vítimas para realização de crimes.

Ao portal , o delegado Ruy Guilherme, da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), afirmou que os criminosos têm utilizado bancos de dados personalizados para atrair o maior número de vítimas por meio de golpes virtuais.

“Basicamente, o núcleo da enganação dos criminosos existe em trabalhar com elemento psicológico das vítimas. Ou no sentido de uma promoção imperdível, de repente uma oportunidade única”, disse.

“Por exemplo, ‘você ganhou 50% na compra de um tênis da Nike ou de um iPhone 13 Pro Max. Clique nesse link’. Qual jovem que não quer ter um iPhone 13 Pro Max, que está custando aí até mais de R$ 10 mil. Então, é uma situação que trabalha o psicológico da vítima”, acrescentou.

Conforme explicou o delegado, os criminosos agem induzindo as vítimas a acreditarem que a oferta disponível tem um caráter único ou de urgência. Além disso, texto apresentado também pode mirar o emocional por meio de situações que representem perigo iminente.

Das ruas às telas

A virtualização das práticas cotidianas desbloqueou uma arena virtual na qual os criminosos disputam a atenção das vítimas com até mesmo mais de um gatilho implícito nos golpes, a fim de gerar uma maior taxa de conversão dos crimes.

Neste sentido, Ruy Guilherme destacou que a pandemia contribuiu, direta e indiretamente, para a maximização deste tipo de prática, uma vez que as pessoas ficaram mais afeitas aos serviços virtuais.

João Vieira

delegado ruy guilherme

Delegado Ruy Guilherme, da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes informáticos. Desde que entrou em funcionamento, a delegacia já recuperou mais de R$ 1,5 milhão oriundos de fraudes.

“Naturalmente, houve um êxodo das práticas criminosas tradicionais para os meios virtuais. E, com isso, o cidadão que antes já estava cansado de saber que não poderia passar suas informações para um estranho na rua não acompanhou essa evolução rápida das interações sociais pela internet”, afirmou.

Para os crimes, o delegado apontou que há uma indústria paralela que lucra com a captura, venda e distribuição de dados das eventuais vítimas. Geralmente, este tipo de comércio é realizado por meio da dark web.

Segurança online

Para se precaver de cair em golpes, as pessoas podem adotar algumas práticas que ajudam a aumentar o raio de segurança em ambientes virtuais.

Conforme apontou o delegado, adotar a verificação em duas etapas nos aplicativos aliada com a prática de manter sempre instalados antivírus nos aparelhos são ações que podem diminuir os riscos.

Outros fatores ligados à proteção dizem respeito, por exemplo, ao cuidado de não abrir links desconhecidos.

Paralelamente, o delegado destacou que a população deve tomar cuidado com falsas plataforma de leilão, que tem sido utilizadas como centrais de golpes pelos criminosos. Para tanto, é possível verificar se o leilão tem origem lícita por meio do site www.leilaoseguro.org.br

Caí no golpe, e agora?

As medidas mais efetivas a serem adotadas neste tipo de situação, conforme detalhado pelo delegado, são buscar a polícia o mais rápido possível e as instituições financeiras relacionadas (quando se tratar de transações).

“PIX é muito fácil de recuperar. PIX, Ted, Doc, pagamento de boleto e qualquer outra transação online se a Polícia Civil for acionada rapidamente há grandes chances de êxito”, apontou.

Para agilizar o acesso aos órgãos de segurança, a Secretaria de Estado de Segurança Pública disponibiliza também a Delegacia Virtual, na qual é possível registrar denúncias, relatar furtos e outras ocorrências. O portal está disponível AQUI.

Leia mais sobre este assunto

Confira também nesta seção:

maio 22, 2022

Written by:

X