News

Musk tenta acordo com startup de chip cerebral Synchron, dizem fontes

todayagosto 20, 2022 6

Background
share close

Por Rachael Levy

WASHINGTON (Reuters) – Elon Musk abordou a desenvolvedora de implante de chip cerebral Synchron sobre um potencial investimento, já que sua própria empresa no setor, Neuralink, tenta recuperar o atraso na corrida para conectar o cérebro humano diretamente às máquinas, disseram quatro fontes familiarizadas com o assunto.

Musk procurou o fundador e presidente-executivo da Synchron, Thomas Oxley, nas últimas semanas para discutir um possível acordo, disseram as fontes. Não está claro se alguma transação envolveria um vínculo ou colaboração entre a Synchron e a Neuralink.

A Synchron, que tem sede em Nova York, está à frente da Neuralink no processo de obter autorização regulatória para seus dispositivos, disseram as fontes. A empresa ainda não decidiu se aceitará um investimento e nenhum acordo é certo, acrescentaram as fontes.

Representantes de Musk e da Neuralink não comentaram o assunto. Um porta-voz da Synchron não se manifestou.

A abordagem do bilionário ocorre depois que Musk, que também é presidente da fabricante de carros elétricos Tesla e da empresa de foguetes espaciais SpaceX, expressou frustração aos funcionários da Neuralink por um aparente progresso lento no desenvolvimento da tecnologia, disseram quatro funcionários atuais e ex-empregados da empresa. Essa frustração não foi transmitida a Oxley quando Musk o procurou, acrescentaram duas das fontes.

Não está claro onde a Neuralink está no trabalho de pedir autorização da agência de segurança de medicamentos e alimentos dos Estados Unidos (FDA) para início de testes em humanos. Um porta-voz da FDA não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Musk disse em uma apresentação pública em 2019 que a Neuralink, que ele lançou em 2016, pretendia receber aprovação regulatória até o final de 2020. Ele então disse em uma conferência do Wall Street Journal no final de 2021 que esperava iniciar testes em humanos este ano.

Fundada em 2016, a Synchron desenvolveu um implante cerebral que não exige cortes no crânio para instalá-lo, ao contrário do produto da Neuralink. O objetivo é ajudar pacientes paralisados ​​a operar dispositivos digitais apenas com a mente.

A Synchron ultrapassou um marco importante no mês passado ao implantar seu dispositivo em um paciente nos EUA pela primeira vez. A empresa recebeu autorização da FDA para testes em humanos em 2021 e concluiu estudos em quatro pacientes na Austrália.

A Synchron tem cerca de 60 funcionários e levantou cerca de 65 milhões de dólares até agora de investidores, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Pitchbook.

A Neuralink é maior, com 300 funcionários divididos entre São Francisco e Austin, no Texas. Até agora, a empresa levantou 363 milhões de dólares de investidores, de acordo com o Pitchbook.

Apenas dois dos oito fundadores da Neuralink permaneceram na empresa – Musk e o engenheiro de implantes Dongjin “DJ” Seo, que tem um papel de liderança. Max Hodak, que deixou o cargo de presidente da Neuralink no ano passado, agora é um investidor na Synchron.

Musk abordou os concorrentes da Neuralink no passado. Em 2020, ele manteve discussões com a empresa de tecnologia cerebral Paradromics, de acordo com três fontes familiarizadas com o assunto. Musk posteriormente abandonou essas negociações, acrescentaram duas dessas fontes.

Written by: admin

Rate it

Previous post

Quem é o ex-Big Brother expulso do Insta e Face por opiniões ultramachistas

News

Quem é o ex-Big Brother expulso do Insta e Face por opiniões ultramachistas

O influenciador Andrew Tate, participante do Big Brother de 2016 no Reino Unido, foi banido oficialmente do Instagram e do Facebook por seu conteúdo, considerado misógino e perigoso.Com mais de 4,7 milhões de seguidores no Instagram, Tate era conhecido por opiniões ultramachistas, como a de que mulheres têm culpa parcial quando sofrem abuso sexual. Suas postagens "radicalizavam jovens do gênero masculino para a misoginia extrema, o racismo e a homofobia", […]

todayagosto 20, 2022 6


0%