News

Novo líder do ranking, Brasil assume postura de favorito em Mundial

todayoutubro 6, 2022

Background
share close

Desde a Liga das Nações (VNL) de 2021, a Seleção Brasileira de vôlei feminino vem demostrando que tem um time para brigar pelo ouro. Chegando nas finais de todos os campeonatos internacionais desde o ano passado, o Brasil, entretanto, só ficou no lugar mais alto do pódio no Campeonato Sul-Americano.

A evolução da equipe, que cresceu depois da renovação feita pelo técnico José Roberto Guimarães, é nítida. Zé Roberto soube administrar bem as despedidas de grandes atletas e a chegada de nomes que, apesar de ainda serem pouco conhecidos no cenário internacional, já chamam a atenção do público.

Mesmo assim, as mudanças serviam como justificativa para as pratas consecutivas. Não que um 2º lugar seja desmerecedor, muito pelo contrário: as meninas do Brasil alcançaram resultados que muitos não esperavam e fizeram por merecer cada medalha conquistada até aqui.

Entretanto, a postura em quadra nas finais parecia se repetir. Foi o que aconteceu na VNL de 2021 e 2022 e nas Olimpíadas de Tóquio. Um time que crescia em sua trajetória nos campeonatos aparentava estar perdido dentro de quadra quando chegava a uma final. E, apesar de saber da necessidade de uma postura de vencedor, a virada de chave só acontecia quando já era tarde demais.

Para o Campeonato Mundial, a forma como a equipe entraria em quadra ainda era uma incógnita. Obviamente, com o elenco montado, esperava-se bons resultados. Mas as seleções favoritas ainda se mostravam como pedras no sapato do Brasil. Itália, Estados Unidos, Sérvia, China e Japão apresentavam ameaças e deixavam o torcedor sem saber o que esperar.

A partida contra o Japão, que foi primeira e única derrota das brasileiras até o momento, apresentou uma equipe novamente perdida e desorganizada dentro de quadra. Zé Roberto tentou fazer substituições, pedir tempos, gritar, mas nada mudava o jogo.

Em seguida, o time ressurgiu contra a China. Rival que eliminou a Seleção nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, o Brasil encerrou com a invencibilidade das asiáticas e mostrou que estava recuperada da derrota anterior. Fim da primeira fase e uma esperança foi instalada na torcida.

A segunda fase, entretanto, começou de maneira difícil. A primeira adversária foi a grande favorita para o título mundial, a Itália. E o jogo se tornou o melhor da campanha do Brasil até o momento. Guiadas pela capitã Gabi Guimarães, a Seleção levou uma virada e se recuperou a tempo de vencer a partida de maneira brilhante.

A vitória, combinada à derrota das americanas para a Polônia, deu a liderança do ranking mundial para as brasileiras, que firmam seu lugar no hall das favoritas deste campeonato.

Agora, enfrentando Porto Rico nesta quinta-feira (6/10), Zé Roberto deve dar a oportunidade para as reservas e descansar as titulares ao longo da partida. Parece que o Brasil finalmente retomou a postura necessária para os duelos decisivos e se mostra pronto para conquistar o título inédito de campeão mundial. Segurando as altas expectativas, a equipe brasileira promete chegar longe no campeonato.

Written by: admin

Rate it

Previous post

Juliana Vieira lista 11 alimentos que diminuem os sintomas menstruais

News

Juliana Vieira lista 11 alimentos que diminuem os sintomas menstruais

Bilhões de mulheres pelo mundo sofrem de sintomas menstruais severos, que incluem sangramento intenso, cólicas fortes e até náuseas, vômitos, diarreia e fraqueza. De acordo com a Academia Americana de Médicos de Família, a chamada dismenorreia é capaz de interferir nas atividades diárias de até 20% do público feminino.A má notícia é que esse desconforto mensal vem aterrorizando muitas mulheres, a ponto de largarem seus empregos e abrirem mão de […]

todayoutubro 6, 2022


0%