News

Polícia prende suspeito de assassinato em incêndio mortal em apartamento de Fort Lauderdale

todayagosto 20, 2022 2

Background
share close

Keith Rush afirma ser inocente, porque jamais machucaria seu amigo de longa data
(Foto: accuratenews.info)

Uma investigação de oito meses sobre um incêndio mortal em um apartamento de Fort Lauderdale resultou em uma prisão por assassinato.

Keith Rush, 56, foi detido na quinta-feira (18) e enfrenta uma acusação de assassinato em primeiro grau, segundo a polícia do condado de Broward.

Rush é acusado de atear fogo em um apartamento no 9º andar na Galt Ocean Drive 4010, por volta da 1:00 am de 3 de dezembro, que resultou na morte do morador Howard Perkins, de 93 anos.

Rush, colega de quarto de Perkins, disse à NBC 6 na época acreditar que uma lâmpada tenha caído e uma lâmpada quente teria iniciado o fogo.

Os investigadores da polícia e dos bombeiros inicialmente pensaram se tratar de um incêndio acidental, mas depois determinaram haver suspeição e iniciaram uma investigação de homicídio.

De acordo com um mandado de busca, os investigadores recuperaram um alarme de fumaça, roupas, isqueiros, combustível butano e um líquido desconhecido.

Um grande júri de Broward indiciou Rush por assassinato em primeiro grau na quarta-feira (17). Em sua primeira aparição no tribunal na sexta-feira (19) de manhã, Rush começou a gritar.

“É um mal-entendido”, ele gritou, enquanto a juíza de Broward, Phoebee François, tentava interromper. “Eu não machuquei um amigo que conheço há mais de 20 anos e com certeza não incendiei um apartamento.”

O grande júri ordenou que Rush fosse detido sem fiança e o juiz concordou, enquanto Rush continuava a gritar.

“Passei por isso em janeiro”, ele gritou. “Fui entrevistado pelo FBI e pela polícia de Fort Lauderdale, eles não tinham nada para me acusar porque sabiam que eu não machucaria meu amigo.”

Rush permanece na cadeia do condado de Broward.

Written by: admin

Rate it

Previous post


0%