Polícia prende suspeitos de tráfico na ‘Nova Cracolândia’, na região da Avenida Paulista

A Polícia Civil de São Paulo prendeu ao menos quatro suspeitos de tráfico de drogas na tarde desta quarta-feira (9) na área que vem sendo chamada de “Nova Cracolândia”, na região da avenida Paulista.

Trata-se da Operação Avenida Aberta, deflagrada por policiais da Seccional Centro e do 78° Distrito Policial, com apoio da GCM (Guarda Civil Metropolitana).

Após investigação, os policiais constataram que o Túnel José Roberto Franganiello Melhem, ligação entre as avenidas Doutor Arnaldo e Paulista, virou palco para o tráfico de drogas. O local já vem sendo ocupado há alguns anos por moradores de rua. O fluxo aumentou nos últimos meses, e é possível ver dezenas de barracas enfileiradas no local. 

Segundo o delegado Roberto Monteiro, a operação respeita os moradores de rua, mas ficou claro nas investigações policiais que o local virou reduto de traficantes. “Temos uma meta e um alvo, que é o traficante. Fizemos durante mais de três meses filmagens, mais de duas horas de registro da traficância nesse ponto”, afirma. “É um círculo vicioso. A população não aguenta mais essa situação aqui na área da Paulista”, afirmou. 

Além de apoiar a ação com a GCM, a Prefeitura de São Paulo enviou equipes com um caminhão, onde alguns itens recolhidos na área ocupada foram colocados.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana informa que a Guarda Civil Metropolitana apoiou a operação com base nos protocolos de policiamento comunitário e preventivo.

A Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social) afirmou que  orientadores educativos do Seas (Serviço Especializado de Abordagem Social) realizam abordagens diárias nas imediações do túnel e propõem acolhimento para adultos, crianças e adolescentes nas unidades da rede socioassistencial, ao mesmo tempo em que oferecem acompanhamento e serviços especializados com o objetivo de promover o retorno aos convívios familiar e comunitário. A abordagem respeita os direitos constitucionais, segundo a secretaria.

As pessoas que aceitam auxílio podem ser direcionadas para Centros de Acolhida de Pessoas em Situação de Rua, Núcleos de Convivência, ou ainda para atendimento social mais abrangente, nos Centros de Referência de Assistência Social e nos Centros de Referência Especializados em População em Situação de Rua.

março 24, 2022

Written by:

X