News

Saldo de catástrofe provoca recuo no mercado de seguradoras na Flórida

todayoutubro 5, 2022 2

Background
share close
O seguro de casas na Flórida vem sendo avaliado pelas seguradoras do país, com riscos provocados por furacões

Com as recentes tempestades que destruíram residências na Flórida, as seguradoras podem estar relutantes em competir por negócios no estado por causa dos riscos de furacões e tempestades tropicais

Da Redação – Os resultados devastadores com a passagem do furacão Ian na Flórida – com 87 mortos –, trouxe uma série de problemas para o mercado de seguradoras estatais, com recursos limitados. Há um recuo das principais seguradoras do país, quando se trata de seguros de casas na Flórida, em virtude dos riscos com furacões e tempestades tropicais, ocorridos na temporada de furacões.  

E com as recentes tempestades, que destruíram residências no estado, as seguradoras nacionais podem estar relutantes em competir por negócios na Flórida, disse Matthew Carletti, analista do setor de seguros da “JMP Securities.”

______continua após a publicidade_______





Em contrapartida, os proprietários de imóveis no estado já enfrentavam um mercado caro e difícil de seguro residencial antes da chegada do furacão Ian. Pagavam quase o triplo da média nacional por seguro – US$ 4.231 por ano por apólice, em comparação com uma média americana de US$ 1.544, segundo dados do “Insurance Information Institute.”

O recuo das seguradoras, diante dos estragos causados pelo Ian, resultado das mudanças climáticas e o aumento da vulnerabilidade às tempestades são apenas parte da questão.

O setor de seguros também culpa as leis de “delito” da Flórida, que incentivam muito mais ações judiciais contra seguradoras do que em outros estados, por aumentar os custos. Houve 116.000 processos de reivindicação de propriedade em 2021. O grupo comercial dos advogados de julgamento da Flórida diz que o problema não é o número de processos, mas a falta de regulamentação adequada.

As taxas continuaram a subir mesmo quando a legislatura da Flórida aprovou novas restrições a ações judiciais, e eles alegam que o estado está deixando a indústria dar as cartas nas taxas e na quantidade de cobertura oferecida.

O risco de inundação está crescendo para os proprietários de casas nos EUA devido às mudanças climáticas. As taxas atuais de seguro subestimam muito a ameaça, segundo um novo relatório. A maioria dos proprietários obtém seguro contra inundações apenas se mora em uma planície de inundação designada e seu credor hipotecário o exige, então poucos moradores o obtêm, a menos que sejam obrigados a fazê-lo.

____________________publicidade___________________







Written by: admin

Rate it

Previous post

ELEIÇÕES 2022: QUEM NÃO VOTOU NO PRIMEIRO TURNO PODE VOTAR NO SEGUNDO

News

ELEIÇÕES 2022: QUEM NÃO VOTOU NO PRIMEIRO TURNO PODE VOTAR NO SEGUNDO

Novamente a eleição presidencial brasileira será decidida em segundo turno. No domingo, dia 30 de outubro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual Jair Messias Bolsonaro disputarão a vaga de chefe do executivo. De acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 20,95% dos eleitores aptos deixaram de votar no primeiro turno.

todayoutubro 5, 2022


0%