News

Site esquerdista tenta cancelar revista da EBD da Assembleia de Deus

todaysetembro 30, 2022 1

Background
share close

O famoso site esquerdista “The Intercept”, tem atacado a revista da EBD – Escola Bíblica Dominical, da igreja Assembleia de Deus em Santa Catarina, liderada pelo Pastor Nilton dos Santos.

A revista da EBD que está em questão, é feita pela editora Kaleo e tem como tema “O cristão e os desafios do nosso tempo”.

O conteúdo da revista é baseado em vários temas, mas a lição que sofreu com críticas por parte da mídia esquerdista foi a número 12, cujo título é “Feminismo e a distorção de papéis”.

O objetivo dessas críticas é nada mais do que o conhecido “cancelamento”, ou seja, uma maneira de punir os que fizeram esse material com tipo de censura.

A exemplo disso, a The Intercept diz que a revista bíblica está sendo usada como uma cartilha anti-esquerda para doutrinação de fiéis.”

“O feminismo representa uma das maiores armadilhas do mundo contemporâneo, levando a sociedade a um nível de depravação e perdição inimaginável. Como toda ideologia mundana, tomou proporções inimagináveis, financiando coisas sórdidas como: pedofilia, zoofilia, sexo desregrado, homossexualidade e diversas outras perversidades”, diz um trecho da revista.

Se faz necessário informar a mídia esquerdista, que o conjunto de crenças e valores é protegido pela legislação brasileira.

O Artigo 5° da Constituição Federal, por exemplo, no parágrafo VI, diz que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

Diante disso, podemos afirmar que qualquer material didático religioso é livre e está debaixo da proteção constitucional.

Written by: admin

Rate it

Previous post

Terroristas matam 25 cristãos em ataque em série na Nigéria

News

Terroristas matam 25 cristãos em ataque em série na Nigéria

Recentemente, mais de duas dúzias de terroristas armados invadiram comunidade e mataram três cristãos no estado de Benue, na Nigéria, depois de massacrar pelo menos 22 outros na mesma área nas últimas três semanas. Além disso, o morador revelou que nas três semanas anteriores, os pastores predominantemente muçulmanos mataram 13 cristãos em ataques às aldeias

todaysetembro 30, 2022 1


0%