News

Soraya reage a Bolsonaro: “Tchutchuca com outros homens”

todayagosto 29, 2022 7

Background
share close

“Reforcem a minha segurança, delegado”, disse a candidata depois de sua fala em defesa da jornalista Vera Magalhães


Reprodução/TV Band – 28.ago.2022

Soraya Thronicke (União Brasil) e Bolsonaro (PL) durante o 1º debate presidencial de 2022, realizado pela Band



28.ago.2022 (domingo) – 23h01


A candidata à Presidência Soraya Thronicke (UB) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) por sua fala para a jornalista da TV Cultura Vera Magalhães. Durante o debate na Band nesse domingo (28.ago.2022) subiu o tom e afirmou que a jornalista era “uma vergonha”  para o jornalismo.

Quando eu vejo o que aconteceu agora com a Vera,  eu realmente fico extremamente chateada. Quando homens são tchutchucas com outros homens, mas vem para cima da gente [mulheres] sendo tigrão, eu fico extremamente incomodada. Aí eu fico brava sim”, disse Soraya. “E digo mais para você, lá no meu Estado tem mulher que vira onça e eu sou uma delas. Eu não aceito esse tipo de comportamento e de xingamento e, acima de tudo, disseminar ódio entre os brasileiros e nos dividir.

Logo depois, a candidata do União Brasil pediu reforço em sua segurança. “Do jeito que está, eu vou começar a entregar muita coisa aqui. Reforcem a minha segurança, delegado”, disse.

Bolsonaro também foi criticado pela senadora Simone Tebet (MDB) ao falar sobre feminismo e os direitos das mulheres.

Nós temos que dar exemplo, exemplo que lamentavelmente o presidente não dá quando desrespeita as mulheres, quando fala das jornalistas, quando agride, ataca e conta mentiras, como acabou de fazer.

Depois da fala de Tebet, que foi feita antes das falas de Soraya, o presidente pediu direito de resposta. No entanto, o pedido foi negado.

1º DEBATE DOS PRESIDENCIÁVEIS

O debate deste domingo é o 1º realizado com candidatos à presidência da República. O programa é realizado em conjunto pelas emissoras Band e TV Cultura, o portal de notícias UOL e o jornal Folha de S.Paulo.

A mediação do debate é feita pelos jornalistas Eduardo Oinegue, Adriana Araújo, Leão Serva e Fabíola Cidral (UOL). O programa também conta com perguntas de jornalistas da Band e dos veículos que formam o pool do debate.

Foram convidados a participar os 3 candidatos mais bem colocados nas pesquisas e candidatos de partidos com representantes na Câmara dos Deputados: Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Luiz Felipe D’Ávila (Novo) e Soraya Thronicke (UB).

A ordem dos presidenciáveis no estúdio, definida por sorteio, é: Luiz Felipe D’Ávilla, Lula, Simone Tebet, Jair Bolsonaro, Soraya Thronicke e Ciro Gomes.

ORGANIZAÇÃO E REGRAS DO DEBATE

  • 1º bloco

No 1º bloco do debate, cada candidato tem 1 minuto para responder a pergunta escolhida por jornalistas dos veículos de comunicação que compõem o pool. Depois da 1ª rodada, são feitas 3 perguntas diferentes e 2 candidatos respondem a mesma pergunta. A ordem das respostas é a mesma ordem dos presidenciáveis no estúdio.

Em seguida, é feita a 1ª rodada de perguntas entre os candidatos. Nessa etapa, a ordem definida foi: Jair Bolsonaro, Ciro Gomes, Luiz Felipe D’Ávilla, Soraya Thronicke, Lula e Simone Tebet.

  • 2º bloco

Neste bloco do debate, os jornalistas do pool de emissoras fazem perguntas para os candidatos. Os jornalistas escolhem quem reponde à pergunta e quem pode comentar a resposta. Todos os candidatos participam desta rodada.

  • 3ª bloco

O 3º bloco do debate é marcado por uma nova rodada de embate entre os candidatos. Nesta rodada, segue a seguinte ordem: Simone Tebet, Soraya Thronicke, Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Lula e Luiz Felipe D’Ávila.

Depois do confronto entre os candidatos, é realizado uma nova rodada de perguntas dos jornalistas. Novamente são feitas 3 perguntas diferentes, com 2 candidatos respondendo a mesma pergunta.

PODERDATA

De acordo com a última pesquisa PoderData, divulgada em 17 de agosto, Lula tem 44% das intenções de voto no 1º turno. Bolsonaro registrou 37%.

Ciro Gomes (PDT) aparece em seguida com 6%. Empata tecnicamente com Simone Tebet (MDB), que marca 4%, considerando-se a margem de erro de 2 pontos percentuais. Soraya e Felipe D’Ávila não pontuaram na pesquisa.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, empresa do grupo Poder360 Jornalismo, com recursos próprios. Os dados foram coletados de 14 a 16 de agosto de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 331 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-02548/2022.

Written by: admin

Rate it

Previous post

Em 2º embate, Lula e Bolsonaro se acusam de mentir sobre auxílio

News

Em 2º embate, Lula e Bolsonaro se acusam de mentir sobre auxílio

No 2º confronto entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no debate promovido pela TV Bandeirantes neste domingo (28.ago.2022), ambos se acusaram mutuamente de mentir sobre a possibilidade de o Auxílio Brasil ser mantido em R$ 600. Ainda assim, o pagamento da parcela neste patamar foi prometido

todayagosto 29, 2022 8


0%