Soul Brasil: uma Ponte Cultural Entre o Brasil e os Estados Unidos

Por Carol Mendes e Lindenberg Junior

O Bloco Carnaval no boardwalk de Venice Beach (CA) integra americanos e brasileiros. Foto: Claudia Passos.

O Bloco Carnaval no boardwalk de Venice Beach (CA) integra americanos e brasileiros. Foto: Claudia Passos.

O sonho americano, tão famoso ao redor do mundo, referente à vontade de muitos em vir para os Estados Unidos em busca de melhores oportunidades de vida, também faz parte das aspirações de muitos brasileiros.

No caso do nosso país, esse sonho começou lá atrás, ainda nos anos 50, e podemos citar como exemplo até mesmo Carmem Miranda, uma portuguesa de coração brasileiro. Mas a vinda de brasileiros para a América só se tornou intensa a partir dos anos 80, e cresceu até meados do começo do novo século. 

Em 2008, com a bolha da crise imobiliária nos EUA, houve uma freada e, consequentemente, diminuição na chegada de brasileiros. Contudo, a partir de 2010, o receio passou e os números de brasileiros imigrantes nos Estados Unidos começaram a subir novamente. Em 2011, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil identificou a existência de 1,4 milhões de “brazucas” vivendo na América — um número estimado e não oficial. 

Poucos anos depois, veio o que se chamou de “boom” da economia no Brasil e, paralelamente, novas dificuldades de se viver nos EUA, como o aumento nos custo de vida e o jogo duro nas leis de imigração. Isso levou muitos brasileiros que viviam ainda em ilegalidade a voltar para o Brasil , diminuindo assim o número de “brazucas” em solo americano.

A partir de 2015, de forma gradual, os índices voltaram a subir, mesmo depois da posse de Donald Trump, até a chegada da pandemia de Covid-19 em 2020. Um detalhe à parte é que, a partir da década de 2000, em decorrência da crise de 2008, muitos brasileiros residentes em outros estados, majoritariamente da Califórnia, se mudaram para Las Vegas atrás das novas oportunidades que a cidade da luz começava a oferecer. 

O grande contingente de brasileiros nos Estados Unidos fica na Costa Leste, entre as cidades de Nova York e Nova Jersey, na Grande Boston e no sul da Flórida. Mas existem muitos brazucas também no estado do Texas, na Geórgia, e, claro, na Califórnia. Nesta última, o reduto de surfistas e skatistas brasileiros se concentram entre Orange County e San Diego. Os que tentam a sorte no mundo do entretenimento, por outro lado, preferem a Grande Los Angeles. Já os adeptos da tranquilidade de cidades menores, optam pela belíssima Santa Barbara, enquanto os mais vanguardistas e “nerds” preferem os arredores da baía de San Francisco.

Mesmo os mais adaptados à cultura e ritmo americano, não esquecem a terrinha, nem o que há de melhor de nossa rica cultura brasileira. Por outro lado, principalmente os recém-chegados, que ainda não dominam completamente o inglês, precisam incorporar tanto a cultura quanto o funcionamento das coisas nos States. Na Califórnia, o brasileiro, seja ainda conectado com o Brasil ou desejoso por conectar-se aos Estados Unidos, possui um forte aliado para essa integração EUA-Brasil ou Brasil-EUA. 

Através tanto de eventos quanto de seus conteúdos, a Soul Brasil tem um papel importante na disseminação da cultura brasileira nos EUA. Foto: Pedro Pereira.

Através tanto de eventos quanto de seus conteúdos, a Soul Brasil tem um papel importante na disseminação da cultura brasileira nos EUA. Foto: Pedro Pereira.

Estamos falando da Soul Brasil Magazine. Criada em junho de 2002, em Los Angeles, disponibilizamos conteúdo tanto em português como em inglês. A revista tem contribuições importantes para a disseminação da cultura do Brasil e para a adaptação à vida nos Estados Unidos — o que foi mais importante, principalmente, nos primeiros 12 anos, quando não tínhamos o consumo tão enfático das mídias sociais. Acreditamos que nosso papel foi e é importante nessa ponte cultural entre os dois países.

Também podemos nos orgulhar de ser a primeira revista impressa brasileira nos Estados Unidos a promover o conceito “Go Green”, a favor da educação sobre uma vida mais consciente e um planeta mais limpo, e da adoção de uma filosofia de responsabilidade social. Além disso, podemos dizer que temos uma “alma feminina”. Sim, pois desde o começo, mais de 80% de nossos colaboradores são mulheres! Nossa equipe inclui jornalistas, tradutores, personal trainers, life coaches, fotógrafos, designers, operadores de câmera e editores de vídeo. 

Nosso conteúdo abrange diversos temas que interessam aos brasileiros nos EUA e aos  gringos amantes do Brasil. Acreditamos que essa integração entre gringos e brasileiros seja importante e necessária. Para ficar pertinho da gente, você pode visitar nosso website e, para artigos exclusivos, ler a versão impressa da revista. Você também pode ver nossos vídeos no YouTube, interagir conosco através de nossa página do Facebook, e acompanhar as novidades pelo Instagram.

março 24, 2022

Written by:

X